O Vaso de Porcelana

Jarron

Certo dia, um professor entrou na sala disposto a dar uma aula especial. Seus alunos de psicologia, assombrados, o observavam tirar de uma bolsa uns quantos objetos. E disse: – Na vida vão encontrar muitas situações para resolver. Hoje vamos resolver um problema.

 

Colocou uma linda mesinha no centro da sala, e encima colocou um vaso de porcelana muito caro onde colocou uma rosa amarela de extraordinária beleza, e disse assim: – Aqui está o problema! Resolvem-no!

 

Todos ficaram perplexos olhando aquela cena: um vaso de extremo valor e beleza e uma maravilhosa flor. O que representaría? O que fazer? Qual era o mistério? Como que isso era um problema?

 

Em um momento, um dos discípulos, diante do olhar atônito de seus companheiros, tomou o vaso em suas mãos, o levantou, e o lançou sem sentimentos contra o chão. Feito isso, voltou ao seu lugar.

 

– Até que enfim alguém entendeu! Exclamou o professor. – Começava a duvidar da formação que os dei. Logo explicou:

 

– Eu fui bem claro, disse que vocês estavam diante de um >Problema<. Não importa quão belo e fascinante pareça ser algo, se é um problema, tem que ser eliminado, terminado, concluído.

 

– Pode ser uma relação muito prazerosa, ou um grande amor que se acabou, por mais lindo que seja ou tenha sido, se não tem mais sentido para sua vida, tem que ser eliminado porque corres o risco de permanecer com ele pelo resto da sua vida.

 

Muitas pessoas carregam a vida inteira um peso de coisas que foram importantes no passado, e que hoje somente ocupam um espaço inútil em seus corações e mentes, espaço que é indispensável para viver o presente plenamente, sobre tudo, si o problema é algum sentimento de rancor, ressentimento ou algo que lhe causa tristeza.

 

Ainda que em algum momento algo te fez muito dano, ou tenha marcado tua vida rotundamente, isso forma parte do passado. Não se pode ter sentimentos, nem ser tentado pelo lado fascinante que qualquer conflito carregue consigo. Não tem lógica tratar de >acomodar< e dar voltas, se ao fim já não é outra coisa mais que >um problema<.

 

Abandone e continua tua missão. Não fuja dele… Não o escondas… Enfrente-o e acaba com ele!

Deixe uma resposta