O triunfo da cruz

el-tiunfo-de-la-cruzE, despojando os principados e potestades, os expôs publicamente e deles triunfou em si mesmo” Colossenses 2:15

 

O Calvário foi cenário do mais transcendente conflito armado de todos os séculos. Alí se enfrentaram potestades formidáveis; alí a fé nos faz contemplar ao Redentor liderando a mais decisiva batalha contra os mais formidáveis adversários.

 

Paulo o demonstrava com claridade. O madeiro que a alguns apareceu símbolo de fracasso, foi de fato pedestal de glória sobre o reino das trevas. É interessante reparar no verbo que usa o apóstolo “despojar”, que pode se definir como “privar a uma pessoa do que tem”. O que perdeu Satanás no Calvário? Perdeu tudo! Foi despojado para sempre do domínio que, por usurpação, havia ostentado sobre as criaturas caídas no pecado.

 

No mesmo momento em que um pecador se arrepende e põe em Cristo toda sua fé, passa de potestade de Satanás, ao senhorio do Filho de Deus! “Ele nos tirou da potestade das trevas e nos transportou para o Reino do Filho do seu amor” Colossenses 1:13.

 

Por tanto, em virtude de nossa fé em Jesus já não vivemos debaixo da potestade das trevas, mas sim debaixo da potestade e o senhorio de Deus. Nossa fé nos faz participantes do triunfo da cruz.

Deixe uma resposta