Somente para conquistadores

ConquistadoresO texto original, que ensina como tomar possessão do Reino de Deus, diz:

“Desde os dias de João Batista até agora, o reino dos céus é tomado por violência, e os violentos se apoderam dele” (Mateus 11:12)

Numa tradução mais suave, o mesmo verso diz:

“Desde os dias de João Batista até agora, o reino dos céus é tomado por esforço, e os que se esforçam se apoderam dele” (Mateus 11:12)

Quem rãzona nota de imediato a tremenda diferença entre o texto original que é difícil, duro e pesado, e a tradução, mais fácil, branda e suave. O esforço não é suficiente. O importante é se apoderar do Reino dos Céus. Pelo tanto, os candidatos têm que ter consciência das suas dificuldades naturais. É guerra!

Para se apoderar do Reino dos Céus é preciso vencer ao reino do inferno. Obrigatoriamente tem que vencer. Ou melhor, conquistar.

O conquistador não é um aventureiro e o aventureiro não é um conquistador. Enquanto o aventureiro tenta, o conquistador conquista.

O conquistador se distingue pela sua determinação. Sua natureza é idealista. Obstinado na sua crença. Perseverante na sua fé. Firme e consistente na sua posição. A morte não o assusta. Está pronto para sacrificar tudo por aquilo que acredita.

O conquistador é obediente. Disciplinado pero violento. Não sente pena de fazer o que tem que ser feito.

Não faz caso a opinião alheia. Suas emoções são servas da sua razão.

Esse era o espírito de Abraão, Josué, Calebe, Jefté, Davi e os seus três corajosos.

O Espírito de Deus está procurando gente assim.

O Reino dos Céus sofre violência porque somente os conquistadores se apoderam dele.

Deixe uma resposta